Notícias - Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil - OFM

Frei César acolhe turma de noviços deste ano

17/01/2019

Notícias

Moacir Beggo

A turma do Noviciado de 2019 da Província da Imaculada Conceição do Brasil terá os atuais quatro postulantes, um monge beneditino professo solene que vai fazer a experiência do noviciado franciscano para ingressar na Ordem dos Frades Menores e, a continuação desta etapa por mais um tempo a pedido do noviço Frei Éverton Junior Goschel Broilo. Esses postulantes serão acolhidos no domingo, dia 20 de janeiro, pelo Ministro Provincial Frei César Külkamp durante a oração das Laudes, às 6h30, no Noviciado São José, em Rodeio (SC). Neste ano, os postulantes angolanos dão início à primeira turma do Noviciado da Missão de Angola.

Segundo o mestre dos postulantes em 2018, Frei Jeâ Paulo Andrade, este ano de Postulantado foi um pouco atípico e terminou com quatro candidatos ao Noviciado, a menor turma nesses últimos trinta anos. São eles: Davi Gabriel Lutzke; Gabriel Ferreira Salinas; Irven Gabriel de Jesus dos Santos e Rodolpho Andreazza Marinho. Também fará parte desta turma Flávio Malta de Souza, monge beneditino que conheceu um pouco da vida franciscana na experiência que fez na Fraternidade Franciscana de Santo Amaro, em Santo Amaro da Imperatriz (SC).

Frei Jeâ, mestre dos postulantes

Para Frei Jeâ, o programa e as estruturas da casa foram naturalmente adequadas para que o essencial formativo pudesse estar em evidência. “Sentiu-se a necessidade de se trabalhar com a turma, no decorrer do ano, a importância da comunicação fraterna. Comunicar e falar sobre si entendido como uma forma de exercitar a comunhão de vida. Muitos problemas fraternos decorrem pela falta do que expressar o que a pessoa sente, o que não gosta, o como poderia ser segundo o seu ponto de vista. Quando não me comunico, roubo da fraternidade a oportunidade de me dar a conhecer, perco a oportunidade de ser pobre o suficiente para me deixar contrariar a ponto de não me frustar por ‘perder’ uma discussão. A melhora da comunicação foi boa para qualificar mais as relações”, explicou o mestre.

Da turma que iniciou o ano de Postulantando, cinco desistiram. “Os egressos, nesse período de discernimento, são considerados, de certa maneira, normais. Claro que cada formando que sai é uma provocação para os frades refletirem sobre o acompanhamento que está sendo dado, os possíveis erros cometidos. Todos temos medo de tomar decisões. Quando é preciso assumir a responsabilidade pela decisão do outro é ainda mais difícil. Em determinados casos, porém, a saída é quase que uma libertação para pessoa. Deus sempre age nesses momentos”, avalia Frei Jeâ.
Para ele, o grupo que está revestindo-se com o hábito tem muita consciência do caminho e de mais esse passo que está dando. “Estão bem dispostos para abraçar a vida religiosa. Chama a atenção o fato de três dos quatro futuros noviços já terem clareza pela opção laical. Certamente poderão, agora, beber na fonte do nosso carisma e firmar ainda mais esse dom de Deus para suas vidas”, adiantou Frei Jeâ.

Um dos momentos mais belos e emocionantes da admissão dos noviços será a vestição. Cada candidato receberá o hábito franciscano das mãos do Ministro Provincial e do novo mestre Frei Rodrigo da Silva Santos. Na sacristia, cada um se vestirá e retornará à celebração para assinar o documento de ingresso na Ordem dos Frades Menores.

Durante o ano, os noviços intensificam a vida em comum, entre eles e com a Fraternidade Formadora da casa, e participam também de algumas atividades na própria comunidade eclesial e de celebrações das outras casas franciscanas da região.

Os hábitos que os noviços de 2019 irão receber durante na Celebração da Admissão